Home Destaque Liminar suspende assembleia que votaria venda da Embraer

Liminar suspende assembleia que votaria venda da Embraer

SHARE

A assembleia dos acionistas da Embraer, que colocaria em votação a venda da empresa para a Boeing, foi suspensa por força de liminar expedida nesta sexta-feira (22) pelo juiz Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Federal de São Paulo.

A decisão atende a pedido dos sindicatos dos metalúrgicos de São José dos Campos, Botucatu e Araraquara. Em sua decisão, o juiz afirma que diante da ausência de informações aos acionistas, a votação poderá estar viciada. A assembleia estava marcada para a próxima terça-feira (26).

O juiz também apontou que a falta de lealdade por omissão ou deturpação de informação relevante por parte da Embraer pode acarretar o dever de indenização. Além disso, o juiz afirma que a tomada de decisão sem considerar suas consequências pode resultar no desemprego de milhares de trabalhadores e falência de fornecedores.

“A liminar confirma os fatos denunciados pelo Sindicato sobre os riscos gerados pela venda da Embraer. Esta decisão tem de ser levada em conta pelo presidente Bolsonaro, que tem o dever de vetar a venda”, afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.