Home Destaque Imprensa afirma que Temer já concordou com venda da Embraer para a...

Imprensa afirma que Temer já concordou com venda da Embraer para a Boeing

SHARE

Agências de notícias internacionais divulgaram, na terça-feira (12), que o presidente Michel Temer (MDB) haveria concordado com a fusão comercial entre a Embraer e a Boeing. O negócio poderá ser anunciado em breve.

Ainda que não seja uma informação oficial, o posicionamento do governo brasileiro preocupa, pois coloca em risco milhares de postos de trabalho da Embraer no Brasil. Com a fabricante brasileira sob controle da Boeing, toda linha de produção de aeronaves pode ser transferida para os Estados Unidos, levando milhares de brasileiros ao desemprego.

Preocupado com possíveis demissões, o Ministério Público do Trabalho (MPT) enviou, na última semana, um documento ao Planalto recomendando que a montagem final dos aviões da Embraer seja feita no Brasil e que o nível de emprego da companhia brasileira seja mantido. Na notificação, o MPT cita a denúncia feita pelo Sindicato, em Brasília.

“Desde o momento em que as negociações foram anunciadas, em dezembro de 2017, o Sindicato tem cobrado do governo um posicionamento contrário à venda total ou fatiada da Embraer. A transação seria extremamente prejudicial à economia da nossa região e à soberania nacional”, alerta o diretor do Sindicato Herbert Claros.

Com a campanha A Embraer é nossa, o Sindicato tem exigido que o governo atue para barrar o negócio. Por ser detentor das ações chamadas “golden share”, o governo pode vetar o acordo a qualquer momento. Até agora, já foram realizados protestos, audiências públicas e um seminário sobre os riscos da venda da Embraer.

“Temer tem o dever de defender os interesses nacionais e os empregos no Brasil. Aceitar a venda da Embraer para a Boeing é um crime contra a nação. Temos de pressionar o governo para impedir a entrega do nosso patrimônio”, conclui Herbert.